MEMÓRIA CACHE



A memória cache surgiu quando se percebeu que as memórias não eram mais capazes de acompanhar o processador em velocidade, fazendo com que muitas vezes ele tivesse que ficar "esperando" os dados serem liberados pela memória RAM para poder concluir suas tarefas. Por este motivo passou a ser adotado esse tipo de memória. O cache é uma memória de alta velocidade que faz a interface entre o processador e a memória do sistema.


Figura 1 – Memória Cache interface entre a CPU e a RAM

Como funciona:
Ela é uma memória embutida no processador que serve para armazenar os dados que são frequentemente mais utilizados pelo processador. Ela evita na maioria das vezes que seja necessário recorrer à memória RAM, muito mais lenta se comparada a cache. Se não fosse ela, o desempenho do sistema ficaria limitado à velocidade da memória, causando uma perda grande de performance.
Sempre que o processador precisar ler dados os procurará primeiro no cache L1. Caso a informação seja encontrada, o chip não perderá tempo, já que o cache primário funciona na mesma frequência que ele.
Se o dado não estive no cache L1, então o próximo a ser visto será o cache L2. Mesmo encontrando o que procura no cache secundário, o processador levaria algum tempo, mas não tanto quanto perderia caso precisasse acessar diretamente a memória RAM.

Tipos de cache
Até o momento da escrita desta matéria são conhecidos os seguintes tipos de cache:
·         Cache primário, ou cache L1 (level 1);
·         Cache secundário, ou cache L2 (level 2)
O cache secundário, ou cache L2 (level 2) é um pouco maior em termos de capacidade e passou a ser utilizado quando o cache L1 se mostrou insuficiente.

Nota: Alguns anos atrás, um tipo distinguia do outro pelo fato de a memória cache L1 estar localizada junto ao núcleo do processador, enquanto que a cache L2 ficava localizada na placa-mãe.
Atualmente, ambos os tipos ficam localizados dentro do chip do processador, sendo que, em muitos casos, a cache L1 é dividida por alguns fabricantes em duas partes: "L1 para dados" e "L1 para instruções". Existem processadores que trazem até um cache L3 (level 3).


Wellington Pereira
Consultor de Tecnologia e Analista de Sistemas




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE É BROADCASTING?

Códigos Prontos em Pascal

Desativar tecla F5 e CRTL+R utilizando JavaScript